REGIMENTO DE LANCEIROS Nº 2
CARO VISITANTE,CARO MEMBRO,DESDE JÁ LHE DAMOS AS BOAS VINDAS A ESTE SITE DE HOMENAGEM A UM DOS MAIS CARISMÁTICOS REGIMENTOS DO EXÉRCITO PORTUGUÊS:O REGIMENTO DE LANCEIROS Nº2 E A TODOS OS LANCEIROS POLICIA MILITAR/POLICIA DO EXÉRCITO,CAVALEIROS ESPERANDO QUE O MESMO SEJA DO SEU AGRADO.

SEJA BEM VINDO:

REGIMENTO DE LANCEIROS Nº 2

FORÚM NÃO OFICIAL DE HOMENAGEM A UM DOS MAIS CARISMÁTICOS REGIMENTOS DO EXÉRCITO PORTUGUÊS E A TODOS OS LANCEIROS PM/PE E CAVALEIROS DO EXÉRCITO PORTUGUÊS.


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

José Teixeira (Zé do Telhado)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1default José Teixeira (Zé do Telhado) em Sab Nov 14, 2009 6:29 pm

N.Esteves

avatar
ADMINISTRADOR
ADMINISTRADOR
José Teixeira, mais tarde conhecido por Zé do Telhado, nasceu em 1816, no lugar do Telhado na freguesia de Castelões de Recesinhos, Penafiel.Pertencia a uma família de ladrões, onde aliviar carteiras era o passatempo preferido.Alistou-se no exército, em Lisboa, tendo pertencido aos “Lanceiros da Rainha, destacando-se pelo seu comportamento militar e pela sua coragem. Quando terminou a guerra civil em 1837,casou com a sua prima Ana, regressando então a Recesinhos, onde constituiu família. Com a revolução da Maria da Fonte em 1846, Zé do Telhado juntou-se à revolta popular. Durante as lutas chegou a salvar a vida ao general Sá da Bandeira. Por este feito acabou sendo condecorado com a medalha de Cavaleiro de Torre e Espada. Com o fim destas revoltas, a sua família começou a passar por dificuldades, por falta de dinheiro. A partir daí, e como já tinha alguma prática herdada da família, começou a dedicar-se à "arte" de assaltar. Formou um grupo, tal como Robin dos Bosques em Inglaterra, com o qual praticava assaltos às casas dos senhores mais ricos das redondezas. Sabe-se que em todo o Vale do Tâmega e mesmo algumas regiões do Douro, poucas foram as casas senhoriais que não receberam a "visita" da malta do Zé Telhado. Há, porém, um dado interessante na sua história: parece que o Zé do Telhado, para além de tratar sempre com muito respeito os donos das casas assaltadas, não costumava ficar com todo o produto dos roubos só para si, distribuindo-o pelas famílias pobres suas vizinhas. É a partir daí que lhe é atribuída a lenda de "roubar aos ricos para dar aos pobres".
Um dia, porém, foi preso, julgado e condenado ao degredo em Angola, onde veio a morrer em 1875.A lenda do Zé do Telhado ficou, para sempre, escrita na memória das terras de Penafiel. Pode-se dizer que era uma espécie de um Robin dos Bosques português.

http://www.facebook.com/profile.php?id=100000751761196

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum